Salada verde de dióspiro e romã

Aproveitamos as frutas da época, que estão no seu auge, e preparamos uma refeição rápida, que serve como entrada ou prato principal (ao qual podemos acrescentar queijo e, eventualmente, uma proteína). Espera-se um jogo de sabores harmonioso entre as frutas doces, a noz crocante, os verdes tenros e frescos. Saciante, colorida e veloz numa analogia a estes dias de Inverno com sol, de luz mansa e aquilina, onde a preguiça se arrasta para lá da hora.   INGREDIENTES[2 a 3 pessoas] 1 mão cheia de mistura de alfaces (verde, roxa, rúcula e canónigos)1 dióspiroMeia romãSal fino q.b.Vinagre balsâmico q.b.Miolo de noz, a gosto PREPARAÇÃO Começamos pela fruta: descascamos o dióspiro e cortamos em rodelas de cerca de 0,5 cm. Extraímos os bagos da romã e reservamos. Dispomos no fundo de um prato côncavo as alfaces, previamente lavadas e bem secas. De seguida, sobrepomos o dióspiro, os bagos de romã e os temperos. Finalizamos com o miolo de noz. Nota: para uma salada mais completa e para os apreciadores, podemos juntar burrata. O Sweet Bigas também está no Facebook Instagram

Continuar a ler

Salada de espinafres, abóbora assada e requeijão

Não me lembro de um Novembro tão soalheiro, tão doce. Sinto uma profunda leveza quando acordo e abro a persiana para o sol, não só porque o bom humor é logo assegurado, como pela inspiração que trazem dias destes. A transição entre estações é a minha estação preferida. Ao almoço, nem sempre me apetece comer carne ou peixe, muito menos preparar um prato complexo a um dia de semana. E os espinafres, sendo uma solução muito mais prática, são altamente nutritivos (excelente fonte de ferro, cálcio e fósforo e vitaminas do complexo A e B). Junto-lhe abóbora para um travo doce, frutos secos para saciar o apetite por mais tempo e requeijão, porque adoro.  Um prato de contrastes, esta minha salada de Outono.   INGREDIENTES[para 2 pessoas] 200 g de abóbora manteiga 1 mão (bem cheia) de espinafres baby 100 g de requeijão magro de ovelha ou cabra 1 punhado de frutos secos (nozes e sultanas) 1 fio de azeite Sal e pimenta q.b. 1 fio de mel de rosmaninho PREPARAÇÃO Pré-aquecemos o forno a 190º. Partimos a abóbora em pequenos cubos do mesmo tamanho e colocamos num tabuleiro. Temperamos com sal, pimenta preta moída no momento e um fio,...

Continuar a ler

Salada de figos e queijo de cabra gratinado

Preparamos uma salada como quem adoça o coração e sentamo-nos à espera que o prato condiga com a cor do que o estômago imaginou. Aproveitamos a fruta da época que nos chega do campo, em cestos de vime carregados de mel. Juntamos-lhe queijo de cabra porque faz sentido e o óbvio é, às vezes, a única coisa que apetece. INGREDIENTES [2 pessoas] 1 mão cheia de mistura de alfaces (verde, roxa e rúcula)6 rodelas de queijo de cabra1 fio de mel20 ml de vinagre balsâmico3 ou 4 figos madurosSementes de sésamo q.b. PREPARAÇÃO Cortamos o queijo de cabra em rodelas, dispomos num tabuleiro e regamos com um fio de mel. Levamos a gratinar no forno pré-aquecido a 200º por cerca de 10 minutos, até apresentar um tom dourado. Enquanto isso, fazemos a redução de balsâmico: vertemos o vinagre para um tacho ou frigideira anti-aderente e esperamos que reduza para metade da quantidade, agitando de vez em quando. Reservamos. No fundo de um prato côncavo, colocamos a mistura de alfaces, os figos cortados em quartos e as rodelas de queijo.  Temperamos com a redução de balsâmico e polvilhamos, a gosto, com sementes de sésamo previamente tostadas. [O Sweet Bigas também está,...

Continuar a ler

Salada de camarão, tangerina e caju

Regressei a Paris – e fui publicando algumas fotografias no Insta. É uma capital vibrante. Qualquer praça ou jardim serve de palco e as noites quentes de Verão potenciam ainda mais isso: um rio de gente nas avenidas, esplanadas sem mesas, as margens dos canais onde se fazem piqueniques, filas para tudo. Piano no Jardin des Plants, museus gratuitos ao domingo e – a novidade para mim – a Fundação Louis Vuitton, uma obra de “arquitectura-espectáculo” de Frank Gehry inaugurada em 2014, e onde vi finalmente “O Grito” do Munch. Quanto à gastronomia, a Time Out sugeria a visita ao restaurante vietnamita Paris Hanoï e nós, bem mandados, lá fomos. Pedi noodles de arroz (vermecelli) com camarão e nems (uns pequeninos crepes recheados com carne). Dizer que estava divinal é pouco. Hoje, para compensar os crêpes au chocolat e a fatia gigante de flan nature, deixo-vos com esta salada não menos saborosa. O Verão todo no prato e uma metáfora para este horizonte que se abre como uma janela de par em par. INGREDIENTES[2 pessoas] Para a saladaDuas mãos cheias de mistura de alfaces (alface verde, roxa e rúcula)20 camarões, calibre 20/302 tangerinas (gomos)5 rabanetesUm punhado de cajusRaspa de meio limão Para o vinagrete,...

Continuar a ler