Bolachas de aveia e alperce | Receita biológica para crianças

Se é verdade que não tenho muito tempo para fazer bolachas, também é verdade que não teria paciência para isso. Pelo menos, numa base semanal. O facto de já existirem inúmeras opções relativamente saudáveis à venda no supermercado – sobretudo no espaço Bio & Natural do El Corte Inglés – ajuda muito quem se preocupa em comer ou oferecer aos filhos bons ingredientes. Importa, acima de tudo, saber ler os rótulos e interpretar a informação. Regra geral, os produtos embalados não são benéficos para a nossa saúde, embora não venha mal algum ao mundo se os consumirmos pontualmente.  Cá em casa, costumamos ter tostas de quinoa da Pain de Fleurs (que a Camila adora!) ou tortilhas de milho, sem açúcar e sem sal. E faço as minhas próprias bolachas, de vez em quando, sem complicar. A sugestão de hoje tem apenas cinco ingredientes. Foi validada pela nossa nutricionista favorita, a Catarina Trindade, e, por sinal, é feriado.  Não preciso de dizer mais nada, pois não? 🙂 INGREDIENTES [para 12-14 bolachas, a partir dos 12 meses] 100 g de flocos de aveia finos Nature Foods 30 g de amêndoas biológicas sem pele 4 alperces secos biológicos Pró Vida 2 bananas biológicas,,...

Continuar a ler

Bolo de maçã sem açúcar | receita biológica para crianças

Assim que testei este bolo de maçã pela primeira vez, num espaço de 24 horas fiz três fornadas.  Esta receita não tem açúcar – adoçámos com mel – e usei, pela primeira vez, óleo de côco num bolo. Fi-la especialmente para o programa Filhos & Cadilhos, do Porto Canal – podem ver aqui o vídeo (a partir do min’ 14:35) – e onde é sempre um enorme gosto regressar. Como dizia no programa, não sou a maior adepta deste tipo de gordura vegetal por ser saturada – e a  Catarina Trindade, nutricionista pediátrica, que acompanha a rubrica Sweet Bio For Kids aqui no blogue, foi comigo e dissipa essa questão. No entanto, como é nosso hábito, vinga sempre o bom senso e a diversidade de alimentos/nutrientes que ingerimos e oferecemos aos nossos filhos.  Nota importante: este bolo pode ser dado a partir dos 24 meses, uma vez que o mel pode ter presente uma bactéria que provoca o botulismo.  INGREDIENTES [a partir dos 24 meses] 1 e 1/2 maçãs golden biológicas85 g de farinha de espelta branca biológica (ou de aveia)2 ovos biológicos6 colheres de sopa de óleo de côco biológico (1ª extracção a frio)2 colheres de sopa de mel,...

Continuar a ler

Bolo de fruta para bebés [receita biológica]

Dado o ENORME SUCESSO do bolo de cenoura para bebés (é a receita mais vista do blogue – com 50 mil visualizações – e a mais comentada também!) pareceu-me que estava mais do que na altura de pôr as mãos na massa e criar uma nova. Como notei algumas dúvidas e até desconforto em relação ao uso de tâmaras e de azeite (ainda que nenhum desses sabores seja perceptível), optei por eliminá-los neste bolo de fruta.Isto significa exactamente aquilo que estão a pensar: é um bolo sem açúcar e sem gordura. Os ingredientes são biológicos o que torna a receita não só mais saudável como mais saborosa: o travo de uma banana biológica é inigualável. E é a isso que este bolo sabe: a banana.Nas substituições mais assinaláveis estão a farinha de espelta em vez da de trigo refinada (a espelta é da família do trigo e, como tal, contém glúten, mas é um cereal muito mais completo) e o apple sauce que faz a vez da manteiga ou do azeite. Encontram todos os produtos no espaço Bio & Natural do El Corte Inglés Gaia-Porto.Por último, embora não menos importante, falta dizer que a receita foi supervisionada pela Catarina Trindade,,...

Continuar a ler

Papa de cereja e aveia | receita biológica para bebés

                              As fórmulas lácteas que as diferentes marcas oferecem desde os quatro meses têm uma concentração absurda de açúcar. E quando avançamos um pouco na idade e escrutinamos, por exemplo, o rótulo de uma papa Nestum o cenário não muda.Os ingredientes em maior quantidade, logo depois da farinha de trigo, são a sacarose e o mel. Dois tipos de açúcares.  Há dias, em conversa com a Catarina Trindade (nutricionista pediátrica de quem já muito vos falei), comentávamos a inexistência de cereais saudáveis para o pequeno-almoço dos miúdos. Isto advinha do facto de que a Camila, do alto dos seus 15 meses e muito exercício nas pernas gordinhas, já não se contentar apenas com o leite. Imagino que muitas mães e pais tenham este preocupação, a de não encontrarem opções rápidas e nutritivas no supermercado para o pequeno-almoço das crias. E é por isso que hoje, especialmente por ser o Dia Mundial da Criança, trago uma sugestão para tornar as manhãs ou os lanches mais saudáveis.   A papa com cereja é a minha favorita, mas, precisamente porque é bom variar e porque elas acabam (ohhhh), há uma miríade,...

Continuar a ler

Muffins de maçã e aveia [receita biológica para crianças]

Quando crio receitas doces para miúdos (bolos, muffins, bolachas) gosto de lhes associar uma fruta de modo a que me permita cortar nas quantidades de açúcar. E se é verdade que há bolos que se conseguem fazer (comer) sem qualquer adição de açúcar, outros há que perderiam muito se não o acrescentássemos.  Vamos a alguns pontos positivos de confeccionarmos doces em casa: – Sabemos exactamente aquilo que estamos a comer; – Podemos variar os ingredientes e escolher substitutos mais saudáveis e isentos de químicos; – A adição de açúcar fica ao nosso critério (um queque comprado numa pastelaria tem cerca 300 kcal e 20 gramas de açúcar por unidade. A propósito: recomendo-vos vivamente que vejam o site sinazucar.org. É bastante elucidativo em relação às quantidades de açúcar escondidas nos alimentos, mesmo daqueles aparentemente inofensivos como o iogurte “O Meu Primeiro Danone” ou as bolachas Maria); – Não têm conservantes, corantes, nem aromas artificiais. Estes muffins são uma proposta completa e nutritiva para o lanche das crianças – mas, como qualquer “guloseima”, não o são numa base diária. Tem aproximadamente 104 kcal e 5 gramas de açúcar por unidade. Usei farinha de espelta que, ao contrário do que algumas pessoas pensam, contém glúten, é,...

Continuar a ler