Vamos deixar de comprar patês para os jantares de amigos?
Numa das últimas colaborações que fiz enquanto jornalista tinha, entre várias outras coisas, que escrever sobre restaurantes. Falava das novidades, da história por detrás da sua abertura, da carta e fazia o meu juízo sobre o espaço, o ambiente, o serviço e a comida.

Entre essas “visitas gastronómicas” tive oportunidade de conhecer o Frida, um restaurante mexicano no Porto, que abriu há pouco mais de um ano. Assim que me sentei pedi uma margarita e nachos com guacamole. Não podia começar de outra forma. É capaz de ter sido a melhor margarita que bebi até hoje, mas aquilo que eu tinha realmente vontade de reproduzir em casa era o guacamole – até porque as receitas são muito simples e o tempo de preparação quase nulo.

Uma das coisas que mais me motiva quando cozinho é a possibilidade de nos teletransportarmos onde queremos, um bocadinho como acontece com os livros. É um clichê, eu sei, mas é verdade.

Experimentem fazer o guacamole e ponham esta música a tocar (obrigada pela sugestão, Pedro!). Depois digam-me se não tenho razão.

INGREDIENTES

2 abacates maduros
1 cebola doce pequena
8 tomates-cereja
1 lima (sumo e raspa)

1 colher de chá de sumo de laranja (facultativo)

2 fatias de manga (1 cm de espessura)
Flor de sal q.b.
Pimenta preta moída na hora q.b.
Coentros q.b. (para decorar)
PREPARAÇÃO

  1. Começamos por desfazer o abacate numa taça, com a ajuda de um garfo, até que fique uma pasta. 
  2. Picamos muito finamente a cebola e os tomates e adicionamos ao abacate. 
  3. De seguida, juntamos o sumo e raspa de lima, o sumo de laranja, flor de sal e pimenta. Envolvemos. Provamos e corrigimos os temperos se necessário. 
  4. Cortamos as fatias de manga em pequenos cubos de 1 cm e picamos folhas de coentros grosseiramente. Adicionamos. Servimos com nachos ou pão pita integral torrado (que foi o que fiz).
Rico, rico. 🙂 
 [O Sweet Bigas também está no Facebook e no Instagram (@anachaves)]